Aviso: preg_match(): Falha na compilação: o quantificador não segue um item repetível no deslocamento 1 em /home/customer/www/mujereslibresdeviolenciaeniberoamerica.org/public_html/wp-includes/class-wp.php on-line 238
Iberoamérica se une contra el Acoso Sexual Callejero  - Mujeres libres de violencia en Iberoamérica
.
11/17/2023
Ibero-América se une contra o assédio sexual nas ruas 

A Iniciativa Ibero-Americana para Prevenir e Eliminar a Violência contra as Mulheres lança uma campanha para tornar visível e prevenir o assédio sexual nas ruas contra as mulheres

A Iniciativa Ibero-americana para Prevenir e Eliminar a Violência contra a Mulher (IIPPEVCM) lança a Campanha no âmbito do #25N para combater o Assédio Sexual nas Ruas (ASC) em dez países ibero-americanos que fazem parte da IIPPEVCM. A proposta visa sensibilizar os cidadãos ibero-americanos para a prevenção das ASC e promover mudanças ao nível das atitudes e das práticas discriminatórias, destacando-se em 3 níveis: sensibilização, sensibilização e apelo à ação. 

Através de consultas/workshops lideradas por especialistas em género e violência contra as mulheres dos países participantes do IIPEVCM, e da análise de diversas pesquisas realizadas, foi recolhida informação detalhada sobre a realidade da ASC na Ibero-América e discutida de forma transversal e interseccional como as mulheres vivenciam esse tipo de violência em espaços públicos, que vai desde comentários não consensuais e toques até estupro.

As estatísticas, apesar de não terem informação sistematizada a nível global, revelam uma realidade preocupante país a país. Por exemplo, no Uruguai, as mulheres 50% enfrentaram violência sexual em espaços públicos; Na Espanha, 40% relata ter sofrido assédio sexual em algum momento da vida; enquanto, no México e no Equador, os números chegam a 88% e 90% no último ano, segundo investigações locais.

Os dados revelam a gravidade do problema e destacam a importância de abordar as ASC numa perspectiva interseccional. 62.9% de mulheres afrodescendentes no Uruguai vivenciaram situações de violência de gênero na esfera pública; enquanto 80% de mulheres não heterossexuais relatam ter sofrido algum tipo de violência sexual em espaços públicos.

Na Argentina, as mulheres 74% mudam de rua ou calçada com medo de sofrer assédio ao verem um grupo de homens reunidos em espaços públicos. Ao mesmo tempo, em Espanha, o 98% de mulheres identifica um homem como agressor quando este denuncia violência sexual em espaços públicos; e no México, 73,6% de mulheres se sentem inseguras no transporte público, assim como 71% nas ruas1.

A campanha é lançada em redes sociais do IIPEVCM e dos países que dele fazem parte, bem como as da Secretaria Geral Ibero-Americana (SEGIB), no dia 17 de novembro deste ano e nas suas três etapas terão como objetivos sensibilizar (a partir de 17 de novembro), sensibilizar (a partir de 24 de novembro) e chamar os cidadãos à ação (a partir de 8 de dezembro), respetivamente. 

A primeira etapa #ElAcosoEsViolencia terá como foco a visibilidade e a conscientização, com estatísticas sobre o assédio sexual nas ruas nos países ibero-americanos. A segunda fase instará os cidadãos a agirem contra esta violência sob a premissa do #HagamosLaDifference. E a terceira fase apresentará histórias de assédio a partir da perspectiva paralela de vítimas e observadores, destacando a necessidade de não ser indiferente e de assumir a responsabilidade colectiva na criação de espaços livres de ASC.

A Campanha, que foi liderada pela agência de comunicação uruguaia LOVING especializada em gênero e sustentabilidade, está alinhada ao Objetivo 3 do IIPEVCM, fortalecendo o alcance dos programas de prevenção da violência contra a mulher, contribuindo para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 5 “Igualdade de Gênero” e nº 11 “Cidades e Comunidades Sustentáveis”

 1Acesse dados detalhados aqui: Argentina#1, Argentina #2, Equador, Espanha, México, Uruguai.

MATERIAL DA CAMPANHA ASC

Twitter: @IIPEVCM

Instagram: @IIPEVCM

Facebook: @IIPEVCM

CONTATO

E-mail: secretariatecnica@iipevcm.org 

SEGIB 

www.segib.org/programa/iniciativa-iberoamericana-para-prevenir-y-eliminar-la-violencia-contra-las-mujeres/